Partir

Partir

Deixe-me partir
Com costas voltadas de água
Afundadas em sonho alegre
Trampolim.
 

Salto que faz de nuvem avião
Meu chão
Que ao tecto as estrelas brilham
Em espaço que é metafísica.
 

Regresso em sonho lento
Progresso. Passo regressado para frente
Me deixe partir.
 

Voar, nadar, caminhar
Engolir a ânsia do futuro
Desligar corpo e alma, simples partir.
 

Nelson Tchamo, MD